TECNOLOGIA

    Pequenos drones com inteligência artificial podem estar sendo utilizados para caçar e destruir alvos humanos


    Um relatório recente do Conselho de Segurança das Nações Unidas descobriu que um drone autônomo de fabricação turca pode ter "caçado e executado remotamente" soldados inimigos leais ao general líbio Khalifa Haftar.

    Pequenos drones com inteligência artificial podem estar sendo utilizados para caçar e destruir alvos humanosEste relatório bombástico pode ser uma das primeiras ocorrências registradas em que um drone com I.A. do tipo terminator localizou e destruiu alvos humanos por sua própria iniciativa.

    "Comboios de logística e as Forças Afiliadas de Haftar (HAF) em retirada foram posteriormente caçados e envolvidos remotamente pelos veículos aéreos de combate não tripulados ou pelos sistemas de armas autônomas letais, como o STM Kargu-2 e outras", revela o relatório da ONU.

    "Os sistemas de armas autônomas letais foram programados para atacar alvos sem exigir conectividade de dados entre o operador e a máquina: na verdade, uma verdadeira capacidade de "atirar, esquecer e encontrar"", disse o relatório.

    Uma imagem do relatório fornece um infográfico detalhado do STM Kargu-2, também conhecido como drone suicida ou drone kamikaze. Este drone é equipado com uma carga explosiva e usa I.A. e sensores para direcioná-los às forças inimigas em um ataque kamikaze.

     

    STM Kargu-2

     

    Não está claro no relatório se algum soldado foi morto no ataque, mas pode-se supor que o dispositivo completou sua missão.

    Zachary Kallenborn, um afiliado de pesquisa da Divisão de Armas Não Convencionais e Tecnologia do Consórcio Nacional para o Estudo do Terrorismo e Respostas ao Terrorismo, disse: "o Kargu-2 significa algo talvez ainda mais significativo globalmente: um novo capítulo em armas autônomas, um em que eles são usados ​​para lutar e matar seres humanos com base na inteligência artificial. "

    Kallenborn publicou um relatório no ano passado para a Força Aérea dos EUA que argumenta que um ataque de enxame de drones adversários em grande escala poderia ser classificado como uma "arma de destruição em massa" (ADM), um termo comumente usado para descrever armas químicas, biológicas ou radioativas capazes de causar morte e destruição generalizadas.

    Ele não é o único avisando sobre robôs de I.A. assassinos. Um grupo dos principais pesquisadores de I.A. do mundo e organizações humanitárias estão alertando sobre o dia em que sistemas de armas autônomas letais poderão ser utilizadas.

    O Future of Life Institute lançou este vídeo há vários anos intitulado: "Slaughterbots".

    Robôs futuristas que conduzem guerras sem intervenção humana já foram implantados em campos de batalha modernos. Os avisos chegam tarde demais, pois o Pentágono mira com os bots de I.A. dando o tiro mortal.

    Referência: Zero Edge

    LEIA TAMBÉM

    PUBLICIDADE

    Para conquistar um mundo de covardes e pessoas que não gostam de pensar, basta remover a resistência.
    Siga Atividade Oculta no Instagram face icon siga Atividade Oculta na rede social Bom Perfil rumble icon

    Contato
    © Atividade Oculta

    Pesquisar