SOCIEDADE

Vivemos no final dos tempos


Vivemos no final dos temposUm povo que se esquece da sua história está condenado a repeti-la. nos esquecemos porque fomos distraídos e temos nossas percepções manipuladas.

As coisas estão mudando rapidamente. Estamos vendo um estado de vigilância tomando forma e o mundo rumo ao colapso econômico. Mudou-se a engenharia social gradativamente, que aos poucos aceitamos o novo normal: o ter ao invés do ser, a ilusão da escolha de que a vida é assim e isso nos basta. Um conforto e conveniência que nos colocou para dormir.

Vivemos e compramos com o dinheiro que eles permitem, Que nada é realmente nosso.

Se nos esquecemos do passado, é certo que fomos programados para esquecer, e em breve a humanidade será tomada de surpresa. Acontecerá de novo.

Novos Hitlers entrarão em cena, e todas as liberdades serão perdidas. Uma nova ordem avança e não temos como escapar.

Nações inteiras se surpreenderão quando a prometida paz lançou os povos na miséria, no mais absoluto caos. A tecnologia fará tudo diferente, e por ela seremos esmagados.

Se você não compreende ainda, estamos no Apocalipse. Nosso mundo não é o que parece ser. Nosso sono é profundo, da história à biologia, da geologia à filosofia, do 5G à quarta revolução industrial.

Mas não é necessário temer, pois temos uma saída. O mundo e tudo que nele há passará, somos passageiros assim como foram nossos pais. Eles nos deixaram exemplos de fé e de confiança, e nas horas mais escuras, a fé deles brilhou forte.

Somos a última geração de seres humanos antes da singularidade, fato que afetará profundamente nossas vidas, quer você creia nisso ou não.

Autor desconhecido.

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

Para conquistar um mundo de covardes e pessoas que não gostam de pensar, basta remover a resistência.

Siga no Facebook  |   Contato
© Atividade Oculta

Pesquisar