SOCIEDADE

Anitta, um exemplo de como a mídia desconstrói sua mente e os valores cristãos

Anitta, um exemplo de como a mídia trabalha para desconstruir sua mente e os valores cristãos


A revista Time colocou Anitta e Guilherme Boulos entre os 100 líderes do mundo para o futuro. Se você acha isso um absurdo e até mesmo engraçado, significa que você ainda carrega valores passados por seus pais e seus avós.

A manchete está estampada no site da CNN, em uma postagem feita no dia 17 de fevereiro de 2021.

Anitta pode ser mais uma marionete construída e mantida pelo sistema, como por exemplo a Greta Thumberg.

Esta “forçação de barra” por parte da grande mídia não é nova e o objetivo é um só: substituir, principalmente nos jovens, os ensinamentos e valores passados pelos pais e pela família.

O desenvolvimento das comunicações e da tecnologia, aliado ao profundo conhecimento da engenharia (manipulação) do comportamento, favorece o que, em outra época, foram apenas intenções não consumadas e que hoje estão se tornando realidade. Cada nova “notícia” como esta, por si só, pode parecer uma aberração, mas o conjunto delas faz parte de um processo contínuo em curso levando à escravidão total.

Revista TIME coloca Anitta e Boulos entre os 100 líderes do mundo para o futuro

Nada disso é por acaso. A engenharia social e o destino do mundo são decididos por uma elite mundial, que estão acima de qualquer governo, como o Fórum Econômico Mundial e o Clube do Bilderberg.

Imaginem um clube onde presidentes, primeiros-ministros e banqueiros internacionais convivem e onde a realeza presente garante que todos se entendam, onde as pessoas que controlam as guerras, os mercados e a Europa dizem o que nunca ousam dizer em público. Este é o Clube Bilderberg.

 

 

Mas qual a relação desta elite com personagens como Anitta e Boulos?

A resposta a esta pergunta pode ser resumida em uma frase de Richard Salant, um antigo e falecido executivo da CBS News:

“A nossa missão não é darmos às pessoas o que querem, mas sim o que decidimos que devem ter. “

Em 2020 Anitta foi eleita pela revista Forbes uma das mulheres mais poderosas do Brasil

Isso nos faz pensar até que ponto um punhado de gigantescos conglomerados, todos eles pertencentes ao secreto Clube Bilderberg, ao Council on Foreign Relations, à OTAN, ao Clube de Roma, à Comissão Trilateral, à Maçonaria, à Skull and Bones, à Milner Society e à AristodeSociety dos Jesuítas controlam o fluxo de informação em todo o mundo e determinam o que vemos na televisão, ouvimos na rádio e lemos nos jornais, revistas, livros ou na Internet.

Em 2020 Anitta foi eleita pela revista Forbes uma das mulheres mais poderosas do Brasil. Trata-se da mesma Anitta que teve um vídeo “vazado” recentemente em que ela aparece fazendo uma tatuagem no ânus.

Será que Anitta é mesmo o retrato da mulher atual? Não mesmo! Ela é apenas mais uma bizarrice criada pela mídia para tentar impor uma nova idéia da mulher moderna. Quem tem um pouco de QI percebe claramente isso.

Infelizmente, grande parte do Brasil acha isso normal e acaba aceitando como um exemplo de mulher de sucesso, empoderada e empreendedora, caindo na armadilha da indústria da influência. A prova disso é o número de seguidores que ela tem nas redes sociais.

O fato deste tipo de coisa existir é a prova de que existe uma construção de narrativas voltadas para a desconstrução de todos os conceitos que tem origem na família e nos valores cristãos.

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

Para conquistar um mundo de covardes e pessoas que não gostam de pensar, basta remover a resistência.

Siga no Facebook  |   Contato
© Atividade Oculta

Pesquisar