SOCIEDADE

    A Nova Ordem Mundial agora é oficial


    A Nova Ordem Mundial agora é oficialO que era teoria da conspiração, agora tem até site oficial!

    Há pouco tempo, o termo “Nova Ordem Mundial” estava relacionada à teoria da conspiração. E, apesar de estar sendo amplamente divulgado na mídia e até pelo governo do Brasil, ainda existem pessoas que ainda não acreditam.

    O endereço do site em questão é o "unnwo.org", registrado pela Illien Global, uma organização ligada à ONU e que em seu site fala muito em "felicidade".

     

    Vamos pegar nosso planeta de volta

    " O Projeto Nova Ordem Mundial das Nações Unidas é uma iniciativa global de alto nível fundada em 2008 para promover um novo paradigma econômico, uma nova ordem política e, mais amplamente, uma nova ordem mundial para a humanidade, que atinja os Objetivos Globais da ONU para o Desenvolvimento Sustentável. até 2030, e a felicidade, o bem-estar e a liberdade de toda a vida na Terra até 2050. "

     

    Esse é o texto que está na página principal do site recentemente lançado.

    A Nova Ordem Mundial são conjuntos de iniciativas que visam à implantação de um governo mundial estruturado em camadas, mas centralizado em uma entidade global como a própria ONU, ou talvez uma que venha a ser criada.

    Alexandre Costa tem um conceito bem apropriado sobre o que é a Nova ordem Mundial:

     

    " A Nova Ordem Mundial será uma ditadura global, totalitária, socialista, culturalmente coletivista, com valores próprios e completamente diferentes dos valores praticados atualmente pela maioria da população. "

     

    O site oficial da Nova Ordem Mundial (sim, porque agora é oficial), traz três iniciativas em destaque:

     

    Happytalism (um capitalismo feliz)

    “ O happytalismo é um novo paradigma econômico que coloca a felicidade, o bem-estar e a liberdade no centro dos modelos, sistemas e toda a vida do desenvolvimento humano. “

     

    UNIDOHappiness

    “ O Dia Internacional da Felicidade das Nações Unidas (UNIDOHappiness) reconhece a felicidade como um direito e objetivo humano fundamental e é comemorado a cada 20 de março de sempre. “

     

    Objetivos Globais da ONU

    “ Promover um novo paradigma econômico de happytalismo para a humanidade significa mobilizar US $ 30 trilhões para alcançar as 17 Metas Globais da ONU, 169 metas até 2030. “

     

    Uma outra face da ONU

    O pessoal da ONU busca tanto a felicidade e o bem-estar da humanidade que pedem a legalização do aborto.

     

    A ONU em defesa do aborto

     

    A ONU está tão preocupada com a humanidade que para eles, o problema do mundo são exatamente as pessoas.

     

    ONU: Perspectivas da População Mundial

     

    O trecho a seguir vem da matéria publicada acima:

     

    " A concentração do crescimento da população mundial está nos países mais pobres, segundo o relatório “Perspectivas da População Mundial: Revisão de 2017”, o que representa um desafio enquanto a comunidade internacional busca implementar a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, cujo objetivo é acabar com a pobreza e preservar o planeta. "

     

    O que diz Michel Schooyans

    Michel Schooyans é jesuíta e ex-professor universitário de teologia e filosofia política nas universidades católicas no Brasil de 1959 a 1969 e na Bélgica de 1965 a 1995. Vejamos o que ele diz nesta entrevista:

     

    “... cientificamente nunca foi demonstrado que exista uma relação entre a densidade da população de um país e o desenvolvimento. Há países pouco povoados que são desenvolvidos, como a Austrália, e outros pouco povoados que são subdesenvolvidos; como é o caso dos países da África Central. Inversamente há países muito povoados que são desenvolvidos, como a Holanda que tem mais de 400 pessoas por quilômetro quadrado, e há países muito povoados subdesenvolvidos como o Paquistão. Ou seja, que não há relação entre as duas coisas, depende de cada caso. “

     

    “ Entretanto, a ONU se comporta como se houvesse uma relação determinante entre as duas coisas e diz aos países: "controlem sua população e irão se desenvolver". Mas os países pobres que precisam de remédios, escolas, saneamento básico, hospitais etc. Recursos que realmente favoreçam seu desenvolvimento e não um controle da população.”

     

    Como podemos perceber, não faz sentido ligar a pobreza à densidade da população.

     

     

    A Carta da Terra e a agenda 2030 da ONU

    Se fizermos o nosso dever de casa e pesquisar o assunto mais a fundo, encontramos informações bem interessantes, como a Carta da Terra, um documento esboçado em 1987 por Maurice Strong e Mikhail Gorbachev.

    É no mínimo estranho um documento que enaltece o meio ambiente ter sido escrito por estas duas personalidades.

    Maurice Strong, falecido em 2015, foi um empresário canadense dos ramos do petróleo e minerais e um diplomata que atuava como subsecretário-geral das Nações Unidas. Strong começou como empresário no setor petrolífero de Alberta e foi Presidente da Power Corporation do Canadá até 1966.

    Mikhail Gorbachev, oitavo e último líder da União Soviética, foi Secretário-Geral do Partido Comunista da União Soviética (PCUS) de 1985 a 1991.

    Então temos um ex empresário do setor petrolífero e de exploração de minerais e um ex líder comunista preocupados com o meio ambiente?

     

    O movimento Nova Era ou New Age

    Existe também uma ligação entre o movimento Nova Era com a agenda ambientalista da ONU. O movimento Nova Era ou New Age é descrito como:

     

    “ ... um movimento que se espalhou pelas comunidades religiosas ocultas e metafísicas nas décadas de 1970 e 1980, essas comunidades aguardavam ansiosamente uma “Nova Era” de amor e luz e oferecia uma antecipação da era vindoura através de transformação e cura pessoal. “

     

    Esta ideologia começou a se espalhar entre a sociedade e nas religiões.

    Segundo o professor Michel Schooyans, há uma relação deste movimento com a Carta da Terra e a agenda da ONU:

     

    “ Sendo apenas o produto de uma evolução material, o homem deve curvar-se aos imperativos de meio-ambiente, da Natureza, da ecologia. A influência do filósofo Thomas S. Khun, um dos grandes inspiradores da New Age, é aqui evidente e confirmada nos livros de Marilyn Ferguson sobre essa mesma corrente. O homem deve aceitar não ser mais o centro do mundo. Segundo essa leitura da natureza e do homem, a “lei natural”, não é mais aquela que está inscrita na inteligência e no coração do homem; é a lei implacável e violenta que a natureza impõe ao homem. Os ecologistas tisnados de New Age até apresentam o homem como predador. E como todas as populações de predadores, afirma-se que a população humana deve ser contida, limitada imperativamente, dentro dos limites do desenvolvimento sustentável. ”

     

    Creio que para compolementar, cabe citarmos aqui as frases cunhadas nas Pedras Guias da Geórgia, com ênfase no primeira:

    • Manter a humanidade abaixo de 500.000.000 em perpétuo equilíbrio com a natureza.
    • Conduzir a reprodução sabiamente - aperfeiçoando a aptidão física e a diversidade.
    • Unir a humanidade por meio de um novo idioma vivo.
    • Controlar a paixão - fé - tradição - e todas as coisas com razão moderada.
    • Proteger povos e nações com leis e tribunais justos.
    • Permitir que todas as nações regulem-se internamente, resolvendo disputas externas em um único tribunal mundial.
    • Evitar leis insignificantes e funcionários públicos desnecessários.
    • Equilibrar direitos pessoais com deveres sociais.
    • Valorizar verdade - beleza - amor – procurando harmonia com o infinito.
    • Não ser um câncer sobre a terra – Deixar espaço para a natureza – Deixar espaço para a natureza.

     

    A cada dia as nações do mundo ficam cada vez mais alienadas e perdendo sua soberania e autonomia. Os governos tem se transformado em marionetes e passam a executar cada vez mais as determinações vindas de fora, seja por meio da compra de votos ou por meio da corrupção.

    A crise do coronavírus está servindo de combustível para que a ONU avance sua ideologia, apoiada por numerosas ONGs, e também por pelas sociedades secretas, como a maçonaria. O direito internacional tende a prevalecer sobre os direitos nacionais e a exterminá-los, pois estão sendo eliminados aos poucos.

    Instituições como a Corte Penal Internacional, que foi criada em 2002, terá a competência de julgar as nações ou as instituições que se recusarem a reconhecer esses “novos direitos” criados ou a serem inventados.

    Sim, eles tomarão o planeta de volta! E será à custa da morte de milhões de pessoas em todo o mundo, não por causa de uma gripe, mas pela quebra da economia mundial e pela fome.

     

    Édson de Oliveira

     

    LEIA TAMBÉM

    PUBLICIDADE

    Para conquistar um mundo de covardes e pessoas que não gostam de pensar, basta remover a resistência.
    Siga Atividade Oculta no Instagram face icon siga Atividade Oculta na rede social Bom Perfil rumble icon

    Contato
    © Atividade Oculta

    Pesquisar