Saúde

A OMS acabou com todos os argumentos para o isolamento social, uso de máscaras e rastreamento de contatos


A OMS acabou com todos os argumentos para  isolamento social, uso de máscaras e rastreamento de contatos.A OMS agora está admitindo que a disseminação assintomática do coronavírus é "muito rara".

Por meses, o mundo foi instruído a ficar em casa e, se você ousar sair para as ruas, deve usar uma máscara e ficar a 1 metro de distância um do outro.

Durante meses, foi dito ao mundo que o Coronavírus mataria milhões de pessoas porque seria difícil conter o vírus devido à transmissão assintomática e infecções.

Agora, funcionários da OMS estão dizendo que a disseminação assintomática do COVID-19 é "muito rara".

 

A OMS acabou com todos os argumentos para vacinas obrigatórias ou rastreamento de contatos, declarando que portadores assintomáticos não espalham o COVID-19

A CNBC.com relatou:

"A partir dos dados que temos, ainda parece ser raro que uma pessoa assintomática realmente transmita o vírus para um indivíduo secundário", disse a Dra. Maria Van Kerkhove, chefe da unidade emergente de doenças e zoonoses da OMS, em entrevista à ONU, sede da agência em Genebra. "É muito raro."

A disseminação assintomática foi a principal razão pela qual as autoridades mundiais exigiram bloqueios, distanciamento social e máscaras. Era também a justificativa subjacente para exigir vacinações obrigatórias e rastreamento de contatos. Afinal, se a disseminação do coronavírus fosse limitada apenas àqueles que obviamente apresentavam sintomas - e, portanto, pudessem ser facilmente identificados e evitados -, não haveria necessidade lógica de bloqueios, distanciamento social, máscaras, rastreamento de contatos ou vacinas obrigatórias, uma vez que os propagadores da pandemia podem ser facilmente identificados e evitados (ou isolados com ordens seletivas de permanecer em casa apenas para os sintomáticos).

 

A OMS acabou com todos os argumentos para vacinas obrigatórias ou rastreamento de contatos, declarando que portadores assintomáticos não espalham o COVID-19

 

De repente, a OMS acabou de explodir todas essas narrativas que foram tão agressivamente defendidas por governadores, pelo Dr. Fauci da Casa Branca e até a própria OMS. Agora, com base na nova admissão da OMS, todos os bloqueios deveriam terminar imediatamente; qualquer esforço do governo para iniciar novos bloqueios deve ser veementemente rejeitado por ser totalmente infundado e anticientífico.

Agora que a OMS está dizendo que praticamente não há risco de pegar o coronavírus de alguém que não está apresentando nenhum sintoma, é impossível justificar vacinas obrigatórias, uma vez que os portadores sintomáticos podem ser facilmente identificados e isolados de outros.

Simultaneamente, o argumento de que os bloqueios precisam continuar "até que haja uma vacina" também foi eliminado. Na realidade, a OMS, de certa forma, acabou de admitir que os bloqueios não são necessários, exceto entre os que apresentam sintomas (que é uma porcentagem muito pequena da população, provavelmente muito menos de 1% em determinados dias).

O techo a seguir vém do UOL:

 

"Nós sabemos que existem pessoas que podem ser genuinamente assintomáticas e ter o PCR (teste realizado para detectar a presença do vírus no organismo) positivo. Esses indivíduos precisam ser analisados cuidadosamente para entender a transmissão. Há países que estão fazendo uma análise detalhada desses indivíduos, e eles não estão achando transmissão secundária. É muito rara,", afirmou a médica ao ser questionada por jornalistas....

 

Isso também significa que todos podem voltar a trabalhar com segurança com nada além de um termômetro portátil de baixo custo que verifica a temperatura dos trabalhadores quando eles entram no local de trabalho. De acordo com a OMS, nenhum sintoma significa nenhum risco de disseminação; portanto, verificar os sintomas agora é sinônimo de ter um local de trabalho seguro para todos.

Isso também significa que os limites de ocupação nos locais de trabalho devem ser removidos, permitindo que todos os ginásios, bares, restaurantes e cinemas operem em plena capacidade. A única regra necessária é que as pessoas que espirram ou apresentam febre devem ser convidadas a se retirar.

 

Não há mais justificativa para o rastreamento de contatos

Esta declaração da OMS também anula qualquer argumento para o chamado "rastreamento de contato". Se não existe transmissão entre assintomáticos, por que precisaríamos de rastreamento de contatos?

O ponto principal do rastreamento de contatos é encontrar pessoas que não sabem que estão com a infecção porque elas foram supostamente infectadas por um portador assintomático. Mas se as únicas pessoas que espalham o vírus são as que apresentam sintomas óbvios, todo mundo já sabe que deve se afastar desse indivíduo.

Assim, a OMS também acabou com qualquer argumento para o rastreamento de contatos. A Apple e o Google agorapoderão remover seus aplicativos de rastreamento de contatos de seus dispositivos móveis? Claro que não. Esses aplicativos nunca foram realmente sobre rastreamento de contatos ... toda a fraude sempre foi um pretexto para vigilância total dos seus usuários.

 

Além disso, o CDC diz que o vírus não pode se espalhar por superfícies

O CDC nos Estados Unidos anunciou recentemente que o coronavírus também não pode se espalhar por superfícies. Portanto, não há mais justificativa para as pessoas que usam luvas ou higienizam pacotes ou sacolas de compras. De fato, de acordo com as mais recentes admissões do CDC, também não há mais motivos para evitar apertar as mãos.

Portanto, se o coronavírus se espalhar apenas através de pessoas que estão exibindo sintomas, todo o argumento por trás de todo mundo usando máscaras (todos nós precisamos usá-las porque nenhum de nós sabia se nós mesmos estávamos espalhando o vírus) entra em colapso instantaneamente. A OMS fez da máscara uma piada completa, o que nos faz pensar por que o governo continua a recomendá-las.

De fato, a menos que a OMS esteja mentindo para nós agora, todo o argumento de bloqueios, máscaras, distanciamento social e todo o resto acaba sendo jogado pelo ralo. E se a OMS está mentindo para nós agora, então é de se pensar se já não mentiram antes sobre outros assuntos.

Toda essa pandemia parece ser controlável com nada mais do que vitamina C, vitamina D e zinco. Nem mesmo a lavagem das mãos é necessária, de acordo com os novos resultados do CDC, e a própria idéia de esperar em prisão domiciliar por uma nova vacina experimental a ser produzida agora parece insanamente estúpida.

 

A OMS poderia estar prestes a anunciar uma segunda onda de infecções?

A outra possibilidade com tudo isso é que a OMS agora estaria printa para anunciar novas informações para tentar convencer as pessoas de que o coronavírus não representa mais nenhum risco, esperando que as pessoas abaixem a guarda e desencadeiem uma segunda onda de infecções, empurrando a OMS de volta à posição de impor demandas ao mundo em relação a uma nova onda de infecções.

Afinal, quando não há pandemia, quem ouve a OMS?

Mas se a OMS tem o tipo de ética maliciosa que permitiria mentir deliberadamente ao mundo para espalhar uma segunda onda de infecções, não seríamos todos tolos por ouvir essa organização? Na verdade, não deveríamos exigir a prisão de seus membros por crimes contra a humanidade se eles espalharam uma pandemia global apenas para serem considerados importantes e relevantes para o mundo?

 

OMS e a mídia correm para desfazer as declarações

Não demorou muito para que a mídia e a própria OMS se manifestassem para "corrigir" as declarações de Maria van Kerkhove, chefe do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde. Já existem publicações de grandes sites dizendo que ela foi mal interpretada ou que estão distorcendo as informações:

 

A mídia e a própria OMS tentam agora consertar as declarações.

 

OMS recua nas suas declarações

 

Portanto, existem realmente apenas duas possibilidades

 

1) A OMS mentiu para nós o tempo todo, e o risco real de disseminação de coronavírus é praticamente zero, ou...
2) A OMS está mentindo para nós agora, tentando garantir que todos fiquemos infectados, para que uma segunda onda exploda em todo o mundo.

 

De qualquer forma, parece que não se pode confiar na OMS, o que torna seu recente anúncio altamente questionável. Se o coronavírus não pode ser transmitido por portadores assintomáticos, como explodiu no navio de cruzeiro Diamond Princess? Como se infiltrou em outros países, mesmo quando as pessoas eram monitoradas nos terminais de chegada dos aeroportos? Como o coronavírus explodiu nos lares de idosos em Nova York e em outras áreas, matando um número surpreendentemente alto de moradores lá? (Ou, alternativamente, talvez todos tenham realmente morrido por causa dos respiradores ...).

Não podemos mais saber em quem acreditar. Como acreditar na OMS, no CDC, na FDA ou, é claro, na mídia. Portanto, a única coisa com a qual realmente podemos contar é com o nosso próprio sistema imunológico, que pode ser facilmente aprimorado com simples suplementos nutricionais, além de opções de estilo de vida saudáveis, como evitar comida industrializada e dormir bastante a cada noite.

E agora, depois de meses de devastação econômica global e morte em massa, eles dizem que não havia com o que se preocupar. Será que tudo isso não foi apenas para mexer com nosas cabeças enquanto eles trabalham com a China para lançar uma segunda arma biológica?

Manter-se saudável, afinal, é a coisa que podemos fazer em uma pandemia, seja ela verdadeira ou falsa.

 

Texto adaptado do site Natural News
Tradução: Édson de Oliveira

Para conquistar um mundo de covardes e pessoas que não gostam de pensar, basta remover a resistência.

Sobre  |  Siga no Facebook  |   Contato
© Atividade Oculta

Pesquisar