Ciência e Tecnologia

Bill Gates e a próxima geração de métodos de vigilância em epidemias


Bill Gates e a próxima geração de métodos de vigilância para epidemiasE aqui vai mais um envolvimento do conhecido filantropo Bill Gates investindo uma quantidade considerável de dinheiro para "salvar o mundo" de novas epidemias.

Biil Gates não é médico e tão pouco cientista, mas vem ganhamdo espaço na mídia internacional com suas idéias para "salvar a humanidade". Mas como pode uma pessoa que defende uma redudação populacional investir em projetos para salvar vidas? O seu discurso em um evento da TED em 2010 foi claro:

 

O mundo hoje tem 6.8 bilhões de pessoas e está indo para cerca de 9 bilhões. E se fizermos um excelene trabalho com novas vacinas, saúde, serviços de saúde em produção, nós podemos baixar isso para 10 ou 15 por cento...

 

Deixo aqui o link do vídeo legendado com o discurso completo dele. O trecho onde ele fala sobre reduzir a população começa aos 3min18seg.

A matéria abaixo foi publicada no dia 18 de maio de 2020 no site Azerbaican24. A publicação diz que Bill Gates está se unindo à uma empresa de tecnologia da Coréia do Sul para desenvolver a próxima geração de métodos de quarentena. A tradução na íntegra segue logo abaixo.

 

Bill Gates: métodos para apróxima geração de quarentenas

 

A maior empresa de telecomunicações da Coréia do Sul está se unindo a Bill Gates para desenvolver métodos de quarentena de última geração. O projeto de US$ 10 milhões pode despertar pensamentos desconfortáveis ​​para aqueles que suspeitam que o bilionário tenha uma agenda sinistra.

A KT, gigante multinacional de Seongnam, planeja usar sua experiência e acesso a dados de comunicações para identificar precocemente e prever a propagação de doenças infecciosas. Os smartphones podem ser usados, por exemplo, para medir a temperatura corporal com um sensor e coletar outros sintomas de um usuário. E o rastreamento de dados geográficos ajuda a monitorar a migração de pessoas e seus contatos.

Nos próximos três anos, a empresa deseja desenvolver algoritmos baseados em I.A. que transformarão esses dados brutos em um sistema que daria um alerta precoce sobre uma epidemia em desenvolvimento. A KT também quer um modelo de computador para prever como uma infecção se espalharia. O custo da pesquisa, chamado "Um estudo de vigilância de próxima geração para a preparação para epidemias", é de 12 bilhões de won (US$ 9,7 milhões) e metade será coberta pela Fundação Bill & Melinda Gates, anunciou a KT.

A colaboração foi prevista pela primeira vez em 2018 e seriamente negociada desde abril do ano passado, segundo a mídia coreana. A fundação de Gates demonstrou interesse particular na pesquisa porque a Coréia do Sul tem alta penetração de smartphones 5G e a infraestrutura já existente para permitir a coleta de grandes quantidades de dados através deles.

"O uso de tecnologia e sensores móveis, combinados com a análise inteligente de dados, pode ajudar a enfrentar alguns dos desafios que os países enfrentam na resposta oportuna e eficaz a surtos de doenças", disse Andrew Trister, vice-diretor do programa global de saúde da Bill & Melinda Fundação Gates.

Bill e Melinda Gates são conhecidos como defensores vocais de gastar mais recursos na preparação para surtos. Ambos elogiaram a Coréia do Sul por sua resposta à pandemia de Covid-19 em andamento. (Fim da matéria).

 

A epidemia do Covid-19 já estava prevista?

Vale destacar que a matéria aponta que a colaboração entre Bill Gates e a KT começou em 2018, sendo "seriamente negociada em abril de 2019". Sendo assim, é justo questionarmos se eles já sabiam o que estava para acontecer.

O interesse de Bill Gates em fazer um parceria com a empresa sul coreana se torna mais claro, pois esta empresa parece estar bem  avançada na na tecnologia 5G.

 

Precisamos ficar atentos.

Édson de Oliveira

Para conquistar um mundo de covardes e pessoas que não gostam de pensar, basta remover a resistência.

Sobre  |  Siga no Facebook  |   Contato
© Atividade Oculta