Siga a página no Facebook
config

    História

    Cadastro Positivo no Brasil: o começo do fim da liberdade


    Cadastro Positivo no Brasil: o começo do fim da liberdadeNo dia 11 de janeiro de 2020 começou a valer em todo o Brasil o Cadastro Positivo. Como se trata de uma medida que é "benéfica" para todos os brasileiros, o governo (que é bonzinho e amigão do povo) incluiu 120 milhões de cidadãos automaticamente, sem consentimento. Isso significa que quem não quiser ter seus dados circulando por aí entre empresas e instituições financeiras, terá que solicitar a exclusão desta base de dados. A questão é: porque temos que solicitar a saída de um sistema do qual não pedimos para entrar?

    A mídia, que não passa de uma ferramenta de engenharia social, vende a idéia como sendo benéfica para o cidadão, dizendo que o objetivo é reduzir juros para os bons pagadores. Mas ninguém sabe quais são os critérios utilizados para a pontuação.

    A lei que prevê a inclusão obrigatória do cidadão no cadastro positivo foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em 8 de abril de 2019. O cadstro positivo existe desde 2013, mas para ser incluído necessitava de autorização expressa e assinada pelo cidadão. Agora a lei prevê que a inclusão no cadastro será automática, e o consumidor que quiser sair terá de solicitar a exclusão.

     

     

    Ligando os pontos

    Antes de mais nada, precisamos ter em mente que o governo (nenhum governo) NUNCA está preocupado com a sua população, principalmente no Brasil. Aquele que levanta bandeira de político é um tolo, que vive em um mundo de ilusão.

    Cadastro Positivo no Brasil: o começo do fim da liberdade

    No dia 10 de outubro de 2019, Bolsonaro, por decreto cria o Cadastro Base do Cidadão, que reunirá informações pessoais dos cidadãos, incluindo reconhecimento facial, DNA, iris dos olhos e até a maneira de andar das pessoas. Segundo o governo, o cadastro visa "viabilizar a criação de meio unificado de identificação do cidadão para prestação de serviços públicos". Nossa, como o governo é bonzinho!!

    No mesmo mês, o nosso "querido" presidente viaja para a China para se encontrar com o ditador Xi Jinping. Palavras de Bolsonaro:

    "Uma parte considerável do Brasil precisa da China, e a China também precisa do Brasil. O Brasil é um mar de oportunidades, e queremos compartilhá-las com a China."

    Antes da presidência o discurso era outro:

    Um tanto estranho para um político que se elegeu sob a bandeira do anti-comunismo. O cara disse até que a China é um "país capitalista"!

    Para quem é desperto, se sabe pelo menos um pouquinho de como o mundo funciona de fato, deve ter ouvido falar no crédito social implantado pelo Partido Comunista Chinês e que segue em plena expansão. Muitos estudiosos do assunto acreditam que a China é o berço da nova ordem mundial. Se você quer saber o mínio sobre a nova ordem mundial, pode clicar aqui.

    O crédito social na China, para quem não conhece, é um sistema de controle total da população, que usa inteligência artificial com sistemas de reconhecimento facial. Lá existe um sistema de pontuação que pune as pessoas que cometam atos ou falem mal do governo. Você é vigiado 24 horas poor dia. O governo sabe com quem você fala, o que você compra, onde você compra, os lugares que você frequenta. Se a pessoa tiver uma pontuação baixa, não pderá matricular seus filhos em uma boa escola, não poderá viajar, não poderá frequentar determinados lugares. É um cenário real retratado no livro de ficção 1984 de George Orwell.

    A série Black Mirror também já mostrou abertamente o sistema de crédito social, onde as próprias pessoas classificam umas às outras em uma sociedade completamente idiotizada. Mais uma coincidência? Duvido. Veja a cena (está em inglês, mas você pode ativar a tradução automática, que será suficiente para compreender).

     

    Não podemos esquecer também que a bancada do PSL, antes de assumirem seus mandatos, viajaram para a China para conhecer a tecnologia de reconhecimento facial. Mais coincidências? 

    O mais interessante é que a viagem dos ditos parlamentares da "direita" foi bancada pelo partido comunista chinês.

    Bancada do PSL viaja para a China para conhecer tecnologia de reconhecimento facial

     

    Liberdade cerceada

    O carnaval já está logo ali. Logo os olhos dos brasileiros estarão voltados para uma das maiores paixões de grande parte do brasileiros. É o galo da madrugada, o Pelourinho, a Marquês de Sapucaí e por aí vai... Enquanto isso, a China vem chegando e o governo trabalhando para ferrar mais ainda o brasileiro.

    Infelizmente, o povo brasileiro é muito pacato. É escravo deste sistema político apodrecido e se contenta com as migalhas que lhe são dadas . É um povo que não sabe a força que tem. Porque não aplicar a mesma energia que usam no carnaval ou em uma copa do mundo contra a elite política mentirosa que destrói o nosso país?

    Quando nossa liberdade for cerceada de vez e o povo resolver protestar, talvez seja tarde demais. Só restará aceitar as regras e trabalhar duramente para sustentar a classe política sem poder reclamar, caso contrário o sistema irá aplicar as devidas punições.

    Édson de Oliveira

     

     

     

    Sobre  |  Siga no Facebook  |   Contato
    © Atividade Oculta