Siga a página no Facebook
config

    História

    Cruzeiros do terror: casos confirmados e suspeitos de coronavírus em 4 navios causam pânico no mundo


    Cruzeiros do terrorSe o coronavírus não é uma ameaça séria, por que países de todo o mundo parecem estar agitados? Funcionários do governo em todo o mundo certamente estão agindo como se estivéssemos bem no meio de um sinistro filme de ficção científica. Eles estão sendo excessivamente cautelosos ou esse vírus é realmente mais perigoso do que nos dizem?

    Uma simulação da IA ​​está projetando que esse vírus poderia matar 52 milhões de pessoas. Mesmo que essa projeção seja 95% menor, ainda faria sentido que os países façam todo o possível para impedir que as pessoas infectadas cruzem suas fronteiras.

    Isso pode ajudar a explicar por que existe um frenesi em relação a casos confirmados e suspeitos a bordo de navios de cruzeiro no momento. Por exemplo, um navio de cruzeiro chamado The Diamond Princess está ancorado na costa de Yokohama, no Japão, neste momento. Há 2.666 passageiros e 1.045 tripulantes a bordo, e o navio está em quarentena desde terça-feira (04/02/2020).

    E eles estão sendo colocados em quarentena por um bom motivo. Neste ponto, o número de casos confirmados a bordo do navio agora aumentou para 61

     

    Pelo menos 61 passageiros - incluindo 11 americanos - a bordo de um navio de cruzeiro no Japão foram infectados com o coronavírus. O número de casos no navio triplicou da noite para o dia 20 para 61, relata Will Ripley da CNN.

    Ripley relata que os passageiros a bordo do navio precisam ficar o interior da embarcação 23 horas por dia. É permitido que eles saiam para as áreas externas por apenas uma hora, sob supervisão rigorosa, precisam ficar a um metro de distância um do outro e usar máscaras.

     

    A quarentena do navio está programada para durar mais 11 dias.

    Há 428 americanos a bordo e, quando a quarentena terminar, eles vão querer voltar para casa. Mas será seguro ele voltarem?

    Em entrevista à Fox News pelo Skype, dois dos passageiros americanos pediram ajuda do presidente Trump

     

    "Estamos preocupados porque ainda temos duas semanas pela frente assumindo que isso seja verdade e ainda temos que entrar em solo americano", explicou o passageiro Gaetano Cerullo à Fox News pelo Skype a partir de sua cabine a bordo. "E se Donald Trump puder nos ajudar de alguma forma ..."

    'Nós precisamos de ajuda. Estamos desesperados... desesperados ', implorou sua esposa Milena Basso. "Somos cidadãos americanos e só queremos chegar em casa".

     

     

    Enquanto isso, o Anthem of the Seas da Royal Caribbean está atualmente ancorado em Bayonne, Nova Jersey. Dos 27 passageiros que “viajaram recentemente à China continental”, quatro foram levados do navio para um hospital próximo

     

    Mais de duas dúzias de passageiros em um navio de cruzeiro atracado perto da cidade de Nova York foram testados para o novo coronavírus, disseram autoridades estaduais na sexta-feira, e quatro foram hospitalizados.

    Pessoal dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças embarcou no navio para testar 27 passageiros "que recentemente viajaram à China continental", disse o governador de Nova Jersey, Phil Murphy.

     

    Não fomos informados se algum desses passageiros está infectado ou não, mas o que sabemos é que os trabalhadores de emergência que os levaram ao hospital não usavam máscaras e, considerando a facilidade com que esse vírus se espalha, isso é bastante alarmante.

    Um terceiro navio de cruzeiro que está ganhando manchetes não tem lugar para atracar porque foi recusado em quatro países diferentes.

    O MS Westerdam é operado pela Holland America e partiu de Hong Kong em 1º de fevereiro, transportando 802 tripulantes e 1.455 passageiros.

    A tripulação insiste que não há casos de coronavírus a bordo, mas eles estão sendo recusados porto após porto ...

     

    Mais de 2.000 pessoas estão abandonadas no mar depois que quatro países negaram a entrada em um navio de cruzeiro por medo de coronavírus - apesar da insistência da tripulação de que não há casos de vírus a bordo.

    Japão, Taiwan, Filipinas e o território americano de Guam negaram permissão para atracar o MS Westerdam.

    O líder japonês Shinzo Abe disse ontem que seu país não permitiria o desembarque de passageiros estrangeiros, dizendo que havia suspeitos de vírus a bordo.

     

    Esse é um caso de histeria desnecessária ou a equipe não está sendo totalmente honesta com as autoridades?

    De acordo com a CNBC, um quarto navio de cruzeiro atualmente ancorado em Hong Kong está sendo colocado em quarentena depois que "vários membros da tripulação relataram sintomas" associados ao coronavírus…

     

    E quase 2.000 turistas estão presos em um navio de cruzeiro operado pela Genting´s Dream Cruises em Hong Kong e sendo testados para o coronavírus depois que vários membros da tripulação relataram sintomas associados à doença.

     

    Como as coisas estão ficando loucas no o decorrer deste ano.

    Os preços das ações estavam razoavelmente bem nesta semana, mas a preocupação com o vírus fez com que a Dow Jones Industrial Average atingisse mais de 270 pontos na sexta-feira…

     

    As ações caíram na sexta-feira, com as preocupações com o impacto do coronavírus na economia chinesa, superando a divulgação de dados de empregos nos EUA mais fortes do que o esperado.

    A Dow Jones Industrial Average fechou 277,26 pontos a menos, ou quase 1%, para 29.102,51. O S&P 500 caiu 0,5%, para 3.327,71. A Nasdaq Composite também caiu 0,5%, fechando em 9.520,51.

     

    Se esse surto de coronavírus for controlado, o impacto dessa crise não pesará muito em Wall Street.

    Mas se o número de casos em todo o mundo subir para para casa dos milhões, será absolutamente devastador para os preços das ações.

    Vamos esperar e ver o que acontece. Nos EUA as autoridades continuam insistindo em que não temos muito com que nos preocupar, mas ao mesmo tempo a OMS alerta para "uma escassez crônica de aventais, máscaras, luvas e outros equipamentos de proteção" em todo o mundo ...

     

    O mundo está enfrentando uma escassez crônica de vestidos, máscaras, luvas e outros equipamentos de proteção na luta contra a epidemia de coronavírus, informou o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, na sexta-feira.

    A agência das Nações Unidas está enviando kits de teste, máscaras, luvas, respiradores e aventais para todas as regiões, disse Tedros ao Conselho Executivo da OMS em Genebra.

     

    Em breve, serão necessários muitos "kits de teste, máscaras, luvas, respiradores e aventais" em todas as partes do globo?

    Existe algo que eles não estão nos dizendo?

    Em qualquer crise, um dos principais objetivos das autoridades é manter o público "calmo", mas isso tem um grande custo.

    No momento, a maioria das pessoas não está fazendo nada para se preparar para uma possível pandemia, e isso pode ter consequências muito sérias no futuro.

     

    Fonte: The Economic Collapse
    Tradução: Édson de Oliveira

    Sobre  |  Siga no Facebook  |   Contato
    © Atividade Oculta